terça-feira, agosto 22, 2006

E tudo o Tempo apagou ...



Foi bonito de ver no jogo de apresentação do Sporting , um estádio cheio a aplaudir de pé o Grande jogador Luís Filipe Madeira Figo .
Aconteceu no inicio , no fim e durante , com o ponto alto a suceder aos 69 minutos de jogo quando o jogador português foi substituído .
Houve homenagem , troca de palavras bonitas , promessas de amor eterno , agradecimentos , reconhecimentos e as coisas habituais e normais neste tipo de situações .
Mas vamos lá voltar um pouco atrás no tempo . Ainda Figo jogava ao lado de Peixe nos juvenis do Sporting quando demosntrou interesse em transferir-se para a equipa rival do outro lado da 2ª circular . Não se concretizou a transferência .
Um ano depois , já como júnior de 1º ano , Figo faz nova tentativa de evolução na carreira e só não vai para o Benfica porque a indemnização a pagar foi vista pelos dirigentes encarnados como demasiado elevada .
Entretanto Figo torna-se sénior , chega com mérito à primeira equipa do Sporting , alcança a selecção nacional , usa a braçadeira de capitão verde e branca e o mundo começa a render-se às geniais jogadas e ao futebol perfumado do eterno 7 das Quinas . Surgem os primeiros rumores de possível transferência e os dirigentes leoninos lá vão dizendo que Figo não sairá , blá blá blá ...
Mas como Figo é sportinguista de alma e coração assina , não um , mas dois contratos com equipas distintas do campeonato italiano . A Juventus e o Parma . Logo rebenta uma bomba e Figo fica proibido de jogar em Itália durante um período de tempo . O jogador reafirma que o contrato em vigor sería o assinado com o Parma e que o queria cumprir. Como este à data era patrocinado pela Parmalat , curiosamente o novo patrocinador , do Glorioso , jogador , Parma , Benfica e Parmalat acertaram o empréstimo do internacional português durante os anos de suspensão que Figo tería de cumprir para poder jogar em Itália .
Para impedir esta traição o Sporting leiloa Figo e o comprador acaba por ser o Barcelona a troco de uns míseros tostões comparados com o real valor do jogador . O sportinguismo fervoroso de Figo vem uma vez mais à tona .
Serve esta recordação histórica para relembrar o amor de Figo ao Sporting e o seu orgulho pela camisola verde e branca . Gostava tanto que tudo fez para a arrumar de vez no seu baú do passado .
Já agora perguntem ao Figo de quem era o poster que ele tinha no seu quarto quando adolescente na sua casa da Cova da Piedade ...
Ficam-lhe bem as juras de amor ao Sporting , as mesmas que fez ao Barcelona antes de o trocar pelos milhões de Madrid , para quem não se lembre ou não queira lembrar destes cómicos episódios .
Ver um estádio cheio a aplaudi-lo em forma de reconhecimento do amor ao clube faz-me imensa confusão , o que poderá ser facilmente explicável se colocarmos as seguintes possibilidades : os adeptos leoninos não muito habituados a vencer vêm nas conquistas de Figo as suas conquistas , não se importando com as antigas traições do " pastilhas " . O público presente ontem em Alvalade tería uma faixa etária baixa e à data dos acontecimentos relatados não acompanhavam o futebol de perto . Os sportinguistas que tiveram quase duas décadas sem vencer um campeonato nacional não são os melhores alunos em História e não gostam de relembrar o passado , embora o presente também não lhes seja muito sorridente . Por último , como o jogo aconteceu numa noite quente de Verão em pleno mês de Agosto e a cerveja vendida nas imediações do estádio de Alvalade tem sempre de ser mais do que muita para que os adeptos suportem as cómicas exibições da sua equipa , ontem esse liquido tão reanimador como os frangos do Ricardo , deve-se ter esgotado rapidamente ...
Luís Figo é um inquestionável grande jogador , um dos expoentes máximos da nossa pátria e um dos melhores jogadores do Mundo mas a nível de paixão clubistica , carácter e palavra não será certamente o melhor exemplo desportivo mas como diz um amigo meu no seu Blog , o Tempo tudo apaga ...

6 Comments:

Blogger Flip said...

Um distinto texto!
Uma larga franja de adeptos têm de facto memória muito curta, independentemente da sua predilecção de clube. O desporto de uma maneira geral tem a capacidade de nos momentos bons "divinizar" os seus intervenientes e nos momentos pouco bons de os reduzir a comuns bestas. Não é de hoje, na Grécia Antiga os atletas eram afastados com fundamento nos maus resultados ou, em ultima analise eram executados, pelo facto de não terem representado vitoriosamente o seu povo.
Aqui a questão parece-me ser mais de honra do que de profissionalismo porque, como teu mesmo dizes, o Figo será sempre recordado como um inquestionável grande jogador, agora quanto à sua palavra esta não é, nem será certamente o seu forte, somente aos olhos turvos e inquinados de alguns adeptos.

11:10 da manhã  
Blogger Tiagojcs said...

Boa resposta . Os Adeptos sportuinguistas têm essa facilidade em esquecer traições ... Va-se lá saber porque ...

12:08 da tarde  
Blogger Lampião 82 said...

Ainda ontem dizia à minha patroa (fervorosa sportinguista) que o Figo nunca acabaria no Sporting porque ele não é sportinguista, mas sim Benfiquista... ela não acredita e eu não quis convencê-la ao expôr os factos que aqui enumeraste... mas um di a destes deixo o teu blog aberto no monitor do computador para ela ler e saber que não é algo que eu inventei... mas de conhecimento geral...

12:32 da tarde  
Blogger Ry said...

Tiago: O post no meu blog tinha mais a ver com a carreira futebolística do Figo do que com o que tu falas aqui e que é, de facto, verdade.

Bom texto!

Um abraço,
Ry
Anti-anti-Benfica

1:58 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Pois . Só não vê quem não quer !!!

2:30 da tarde  
Blogger Alex said...

Estou ansioso para saber de quem era o poster que Figo tinha no seu quarto...
Saúdinha

9:51 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

origem